Seu portal de notícias do setor energético

Aneel prevê expansão de 10 MW na matriz elétrica

Se alcançado, resultado será o segundo maior registrado pela Agência. Em janeiro, a expansão foi de 621,5 MW (Foto: Reprodução)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) prevê para 2024 a ampliação da matriz elétrica brasileira em 10.106 megawatts (MW). De acordo com o órgão regulador, se alcançado, este será o segundo maior avanço anual já verificado pela Aneel desde sua criação em 1997 – atrás apenas do crescimento de 10.324,2 MW no ano passado.

Em janeiro, o incremento verificado foi de 621,56 MW, sendo 422,20 MW provenientes de fonte eólica, 198,12 MW de centrais fotovoltaicas e 1,24 MW de pequenas centrais hidrelétricas.

Seis estados tiveram empreendimentos liberados para operação comercial no primeiro mês de 2024, nas regiões Nordeste e Sul. Os destaques, em ordem decrescente, foram o Rio Grande do Norte (368,10 MW), o Ceará (150,00 MW) e o Piauí (48,12 MW).

Capacidade total se aproxima dos 200 GW

O Brasil somou 198.979,8 MW de potência fiscalizada, de acordo com dados do Sistema de Informações de Geração da Aneel, o SIGA, atualizado diariamente com dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção. Desse total em operação, ainda de acordo com o SIGA, 84,17% das usinas são consideradas renováveis.

A Aneel atualiza diariamente os dados de geração do país por meio do Sistema de Informações de Geração da Aneel, o SIGA. Ele apresenta dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção.

As informações do painel são atualizadas mensalmente baseadas nas inspeções in loco nas obras das centrais geradoras e nos dados disponibilizados no Relatório de Acompanhamento de Empreendimentos de Geração de Energia Elétrica (Rapeel), que conta com a contribuição das empresas fiscalizadas para uma análise minuciosa da equipe de monitoramento.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar