Seu portal de notícias do setor energético

Capacidade instalada de renováveis cresceu 50% em 2023

Expansão de 2024 é de 4,1 GW, sendo 3,9 GW provenientes de plantas eólicas e solares (Freepik)

A quantidade de capacidade de energia renovável adicionada aos sistemas energéticos em todo o mundo cresceu 50% em 2023, atingindo quase 510 gigawatts (GW). Os dados, revelados nesta quinta-feira (11), integram o mais recente relatório Renewables, da Agência Internacional de Energia (AIE). Segundo o levantamento, a solar fotovoltaica foi responsável por três quartos das adições em todo o mundo. Os aumentos na capacidade de energia renovável na Europa, nos Estados Unidos e no Brasil atingiram máximos históricos.

Ainda de acordo com a última edição do relatório anual de mercado da AIE sobre o setor, o maior crescimento ocorreu na China, que comissionou tanta energia solar fotovoltaica em 2023 quanto o mundo inteiro em 2022. Já as adições de energia eólica da China aumentaram 66% em relação ao ano anterior.

A análise mais recente da AIE é a primeira avaliação abrangente das tendências globais de implantação de energias renováveis ​​desde a conclusão da conferência COP28 no Dubai, em dezembro. O relatório mostra que, sob as políticas e condições de mercado existentes, espera-se agora que a capacidade global de energia renovável cresça para 7.300 GW durante o período 2023-2028 abrangido pela previsão.

A energia solar fotovoltaica e a energia eólica são responsáveis ​​por 95% da expansão, com as energias renováveis ​​a ultrapassarem o carvão para se tornarem a maior fonte de produção de eletricidade global no início de 2025.

Juntamente com o relatório, a AIE também lançou um novo Rastreador de Progresso em Energias Renováveis , que permite aos usuários explorar dados históricos e previsões em nível regional e nacional, incluindo o acompanhamento do progresso em direção à meta de triplicação.

“O novo relatório da AIE mostra que, sob as atuais políticas e condições de mercado, a capacidade renovável global já está em vias de aumentar duas vezes e meia até 2030. Ainda não é suficiente para alcançar o objetivo da COP28 de triplicar as energias renováveis, mas nós estamos a aproximar-nos – e os governos têm as ferramentas necessárias para colmatar esta lacuna”, afirmou o diretor Executivo da AIE, Fatih Birol.

Crescimento

O documento aponta que, até 2028, a implantação de energia solar fotovoltaica e eólica onshore mais que duplique no Brasil, nos Estados Unidos, na União Europeia, e na Índia, em comparação com os últimos cinco anos.

Sobre os preços dos módulos solares fotovoltaicos em 2023 o relatório mostra queda de quase 50% em relação ao ano anterior. Isto ocorre porque a capacidade de produção global deverá atingir 1.100 GW até ao final de 2024, excedendo significativamente a procura.

Em contrapartida, a indústria eólica fora da China enfrenta um ambiente mais desafiante devido a uma combinação de perturbações contínuas na cadeia de abastecimento, custos mais elevados e longos prazos de licenciamento, que exigem uma maior atenção política.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar