Seu portal de notícias do setor energético

Engie compra cinco usinas de energia solar no Brasil

Projetos estão localizados nos estados da Bahia, Ceará e Minas Gerais e totalizam 545 MW de capacidade instalada (Reprodução)

Em comunicado ao mercado, a Engie Brasil Energia reportou a aquisição de cinco complexos de energia solar da Atlas Renewable Energy, por R$ 3,2 bilhões. A operação envolve conjuntos fotovoltaicos em Juazeiro (BA), São Pedro (BA), Sol do Futuro (CE), Sertão Solar (BA) e Lar do Sol (MG), que totalizam 545 MW de capacidade instalada.

Conforme a companhia, o valor será dividido entre o preço da compra, no montante de até R$ 2,269 bilhões, e o endividamento líquido da Atlas, no valor aproximado de R$ 971 milhões, que passa a ser consolidado.

No comunicado, no último dia 30, a Engie afirma que, nos últimos seis anos, investiu mais de R$ 20 bilhões na transição energética, incluindo aportes em energia limpa e implantação de linhas de transmissão no período.

“A forma como conduzimos processos de aquisição é orientada por uma ampla análise de riscos, que leva em consideração os aspectos ambientais, sociais, de governança e da nossa disciplina financeira, tendo como objetivo a continuidade de geração de resultados positivos de forma sustentável”, declarou o presidente da Engie Brasil Energia, Eduardo Sattamini.

Com a decisão de investir nos ativos, a empresa espera assegurar a energia contratada em nível compatível com o retorno requerido, impactando positivamente as margens EBITDA.

“A aquisição de ativos operacionais, com energia contratada, que possam se beneficiar de sinergias com nossas operações, tornou-se uma opção atrativa para expandir com eficiência nossos negócios nesse momento do mercado”, comentou o diretor Financeiro e de relações com investidores da Engie Brasil Energia, Eduardo Takamori.

Novos projetos

A Atlas Renewable Energy informou que, com a transação, a empresa buscará reinvestir no desenvolvimento de novos projetos renováveis no Brasil, fortalecendo o posicionamento de longo prazo da empresa na região.

Após o negócio, a Atlas ainda manterá um portfólio de mais de 1,8 GW de capacidade instalada no Brasil, o qual inclui dois parques fotovoltaicos em construção no estado de Minas Gerais, e dois outros projetos já em operação. Além disso, a empresa possui um portfólio de mais de 15 GW de energia sustentável em desenvolvimento no Brasil, incluindo solar e eólica, em distintas fases.

“A Atlas está crescendo significativamente no Brasil, e essa transação nos permitirá desenvolver mais projetos no país, que continua a ser um dos principais mercados da empresa, com foco contínuo no desenvolvimento de soluções personalizadas de energia renovável para clientes de diferentes setores da economia nacional”, afirmou country manager da Atlas Renewable Energy no Brasil, Fábio Bortoluzo.

O fechamento da operação está sujeito à satisfação de determinadas condições precedentes negociadas entre as partes por meio do Contrato, incluindo a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), dentre outras condições suspensivas usuais para operações dessa natureza.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar