Seu portal de notícias do setor energético

Entidades se unem em defesa da produção e uso do H2V

Representantes da Fiec, Fiesp, Absolar e Aeeólica assinam acordo de cooperação em prol da produção e utilização do hidrogênio verde no Brasil (Foto: Divulgação)

A Federação da Indústria do Estado do Ceará (FIEC) e a Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp) assinaram acordo de cooperação com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) e com a Associação Brasileira de Energia Eólica e Novas Tecnologias (Abeeólica), com o objetivo de promover a produção e o uso do hidrogênio verde (H2V) no Brasil. O documento foi assinado nesta terça-feira (26).

A assinatura contou com as presenças dos Presidentes das entidades, Ricardo Cavalcante (FIEC), Josué Gomes (FIESP), Ronaldo Koloszuk (Absolar), Elbia Gannoum, (Abeeólica), e de representantes do setor produtivo brasileiro. O objetivo da parceria é promover o desenvolvimento e a consolidação desse mercado no Brasil

O Acordo de Cooperação busca promover a produção, uso e exportação de H2V e seus subprodutos, visando o aproveitamento do potencial eólico e solar, tornando-a parte da estratégia das indústrias e Governos dos Estados do Ceará e São Paulo. A ideia é atrair investimentos e novos negócios, gerar empregos e renda, além de alavancar o desenvolvimento tecnológico e industrial e alcançar metas de sustentabilidade e redução da emissão de carbono.

A colaboração ainda visa apoiar a ampliação da competitividade do H2V, produzido por meio de energia elétrica proveniente das fontes eólica, biogás e solar fotovoltaica, em toda a sua cadeia de valor, identificando o custo total de produção do combustível. Prevê também a identificação de regiões atrativas para a sua produção e hubs que otimizem custos de transporte, tanto para o mercado doméstico como para o internacional.

Ainda de acordo com o documento, a parceria prevê, ainda, identificar potenciais sinergias na indústria local com a produção de eletrolisadores e demais equipamentos utilizados na produção do H2V e amônia verde.

Outros pontos do acordo

A cooperação envolve ainda o estímulo, contribuição e apoio a políticas públicas voltadas ao fomento da produção e uso do H2V e seus derivados e à substituição do uso atual de hidrogênio e amônia de origem fóssil para o de origem renovável em nível estadual e nacional, além de contribuir para a atração de investimentos, empresas, geração de empregos e renda, bem como desenvolvimento tecnológico e industrial.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar