Seu portal de notícias do setor energético

Firjan: petróleo ofertará 21 mil vagas entre 2023 e 2028

No período, entrarão em operação 23 novas plataformas de produção, sendo 19 no estado do Rio de Janeiro (Reprodução)

O setor de petróleo abrirá, entre 2023 e 2028, cerca de 21 mil oportunidades de trabalho. É o que afirma o Anuário de Petróleo no Rio 2023, publicação lançada semana passada pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). No período, entrarão em operação 23 novas plataformas de produção, sendo 19 no estado do Rio de Janeiro.

As outras quatro ficarão distribuídas com uma em São Paulo e uma no Espírito Santo, em 2025, e duas no estado de Sergipe, em 2027.

Segundo a Firjan, do total de vagas de emprego previstas para o setor, 6.900 serão diretas nas plataformas e 13.800 indiretas, nos diversos segmentos da cadeia produtiva, que atuam para as Unidade Estacionária de Produção (UEPs) operarem.

São oportunidades para apoio marítimo, manutenção e reparo, escoamento da produção, reposição de equipamentos e peças, operações portuárias e bases de apoio, e transporte de passageiros, entre outras atividades. Entre 2023 e 2025, serão 13 plataformas, com 3.900 novos postos de trabalho diretos e 7.800, indiretos. E, entre 2026 e 2028, mais 10 novas UEPs, com 3 mil novos postos diretos e 6 mil, indiretos.

Os salários médios de admissão do setor de Extração de Petróleo e Gás alcançam R$ 13.685, segundo levantamento Firjan, em junho deste ano, com dados do Caged.

Especialização e qualificação técnica

De acordo com levantamento de vagas da Firjan, em 2022 as principais formações profissionais demandadas pelas empresas que atuam no mercado de petróleo, para o nível superior foram: Engenharia Mecânica, Química e Elétrica, Administração, Economia e Contabilidade. Já em nível técnico, se destacaram Mecânica, Eletrônica, Mecatrônica, Automação e Elétrica.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar