Seu portal de notícias do setor energético

Geração centralizada terá R$ 90 bi em aporte até 2026

Dados da CCEE mostram que a fonte fotovoltaica produziu 3.033 MWmed no período, ante 1.602 MWmed em dezembro de 2022 (Reprodução)

Empreendimentos de energia solar de geração centralizada devem gerar mais de R$ 90 bilhões em investimentos e mais 570 mil empregos no Brasil até 2026. Os dados são da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Em recente reunião com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, a entidade defendeu que a energia solar seja utilizada em programas sociais do Governo Federal, como o Programa Minha Casa Minha Vida e o Programa Luz para Todos.

Segundo a Absolar, a geração fotovoltaica, por meio das grandes usinas, também será peça-chave na produção de hidrogênio verde, uma vez que se trata da fonte renovável mais competitiva do mercado.

Ainda durante o encontro, a associação destacou ainda que as usinas de micro e minigeração distribuída também poderão trazer mais de R$ 86,2 bilhões em benefícios o Brasil até 2031, ajudando a baratear a conta de luz dos consumidores em pelo menos 5,6% no período.

Também foram discutidas estratégias para intensificar a transição energética e a descarbonização da Amazônia, utilizando sistemas de energia solar com baterias para levar eletricidade às regiões de difícil acesso.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar