Seu portal de notícias do setor energético

Geração distribuída cresce 3 GW em menos de 5 meses

Segundo a Aneel, foram colocados em operação 277,2 mil sistemas fotovoltaicos na modalidade de geração distribuída em 2023 no Brasil (Reprodução)

O Brasil adicionou, somente em 2023, 3 GigaWatts (GW) de potência instalada em energia solar por meio de sistemas de micro e minigeração distribuída. Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e se referem a menos de cinco meses.

Segundo a agência, foram colocados em operação 277,2 mil sistemas fotovoltaicos na modalidade de geração distribuída em todos os estados brasileiros neste ano. O número equivale a cerca de seis mil unidades a mais do que na comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com a Agência, entre os dias 1º de janeiro e 22 de maio de 2022, a potência solar instalada pela geração distribuída no país (2,52 GW) foi aproximadamente 20% menor do que os 3 GW acrescidos neste ano. A distribuição, segundo a Aneel, é de cerca de 1,58 GW a partir de sistemas residenciais;  0,67 GW por meio de estabelecimentos comerciais; 0,51 GW por propriedades rurais; 0,18 GW por usinas industriais e outros 0,06 GW por sistemas ligados ao poder, serviço e iluminação pública.

Ranking

Ainda de acordo com a Aneel, os estados brasileiros com maior volume de potência instalada em GD no país neste ano foram: São Paulo (0,51 GW), Minas Gerais (0,33), Rio Grande do Sul (0,27 GW), Paraná (0,25 GW) e Mato Grosso (0,17 GW).

Já entre os municípios, os destaques deste início de ano ficam por conta de Fortaleza (CE), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Teresina (PI) e São Paulo (SP), que somaram 34 MW; 33 MW, 32 MW e 28 MW e 24 MW em 2023.

Atualmente, de acordo com os números da ANEEL, o Brasil conta com quase 21 GW de potência instaladas em GD solar desde o início da expansão da fonte no país.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar