Seu portal de notícias do setor energético

Líder global em renováveis construirá parque eólico no RN

Memorando de entendimentos junto ao Governo do Estado foi assinado nesta segunda-feira (29) (Foto: Carmem Felix/ASSECOM-RN)

O Governo do Rio Grande do Norte assinou nesta segunda-feira (29), memorando de entendimentos para desenvolver ações de mútua cooperação e intercâmbio com a líder global em energia renovável EDF Renewables e com a Internacional Energias Renováveis – IER. O documento prevê o desenvolvimento, construção, operacionalização e manutenção de complexo eólico em alto mar (offshore), no Rio Grande do Norte, com capacidade estimada de até 2 GW e previsão de início das atividades em 2030.

“No RN, estamos 24 horas empenhados em desenvolver as energias renováveis e consolidar o Porto-Indústria Verde. E tratamos sobre isso também diretamente com o governo federal. Temos sinergia entre governo e iniciativa privada para avançarmos. Este é um projeto que impacta positivamente o RN, o Nordeste e o Brasil”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

Segundo o Executivo potiguar, a experiência internacional da EDF Renewables, que conta com mais de 1 GW em operação e mais de 10 GW em construção e em desenvolvimento no segmento offshore ao redor do mundo, garante a capacidade técnica necessária para a viabilização do projeto.

O complexo eólico offshore no Rio Grande do Norte é desenvolvido em conjunto com a Internacional Energias Renováveis (IER), empresa Potiguar de projetos de geração de energia renovável, que, desde 2020, atua no desenvolvimento do empreendimento. A parceria e a estruturação inicial entre a EDF Renewables e a IER foi assessorada pela SUNSTO Renováveis, empresa de desenvolvimento e estruturação de projetos renováveis.

“A parceria com o Governo do Rio Grande do Norte é um importante passo para a ampliação e a diversificação do portfólio de soluções da EDF Renewables na América Latina. A assinatura do MoU reforça nossa presença no Nordeste brasileiro, onde já viabilizamos quatro complexos eólicos onshore, que somam mais de 1.4 GW”, explica André Salgado, CEO da EDF Renewables do Brasil.

Participaram da audiência, pelo governo do RN, os secretários Jaime Calado, do Desenvolvimento Econômico (Sedec); Gustavo Coelho, da Infraestrutura; Ivanilson Maia, adjunto do Gabinete Civil; Hugo Fonseca, coordenador de Desenvolvimento Enérgico da Sedec e Werner Farkatt, diretor-técnico do Idema. Pelas empresas: André Salgado, CEO da EDF Renewables do Brasil; Raíssa Cafure Lafranque, diretora de novos negócios e vice-presidente da EDF Renewables; Alice Grept, analista da EDF Renewables; Sylvain Jouhanneau, diretor de modelos emergentes da EDF Renewables; Darlan Santos, diretor técnico IER; Gilbran Dantas, diretor executivo IER.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar