Seu portal de notícias do setor energético

Mossoró: curso qualifica ao mercado de energias renováveis

Inscrições estão abertas e podem ser efetuadas no Centro Administrativo de Mossoró até o próximo dia 25 (Foto: Secom/PMM)

Parceria entre a Prefeitura de Mossoró e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) ofertará capacitação na área de energias renováveis. O curso “Sistemas de Energias Renováveis” faz parte do programa Qualifica Mais Energia e está com inscrições abertas de hoje (21) até o próximo dia 25. São disponibilizadas 20 vagas, sendo 20% delas destinadas ao público feminino. A previsão é de que a qualificação tenha início em 13 de setembro.

O processo seletivo será realizado pela Gerência de Programas e Projetos do Município, da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SEMASC), localizada no Centro Administrativo, situado na rua Pedro Álvares Cabral, nº 1, bairro Aeroporto. As inscrições serão feitas das 7h às 11h e das 13h às 17h.

De acordo com a Prefeitura de Mossoró, os interessados devem apresentar cópias dos seguintes documentos: RG; CPF; folha resumo do Cadastro Único, que contenha o Número de Identificação Social (NIS); comprovante de residência no município de Mossoró atualizado; e histórico ou declaração escolar. No ato da inscrição, o candidato também preencherá formulário de inscrição fornecido pela Gerência de Programas e Projetos.

Outros critérios

Além da documentação necessária, os candidatos às vagas disponibilizadas para o curso de “Sistema de Energias Renováveis” precisam ter idade mínima de 18 anos; ter cursado, no mínimo, Ensino Fundamental 1; estudar em escola pública; receber ou pertencer a um grupo familiar que receba o “Bolsa Família”; e também atuar no mercado de trabalho.

Os critérios, contudo, não impedem que outros públicos também possam se inscrever. No entanto, a prioridade será dos candidatos classificados dentro dos requisitos exigidos.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar