Seu portal de notícias do setor energético

ONS: carga elétrica terá crescimento em dezembro

No período foi registrado o segundo maior consumo mensal de toda a série histórica (Reprodução)

O boletim do Programa Mensal de Operação (PMO), referente à penúltima semana de dezembro, apresenta cenário de estabilidade ante as primeiras revisões para o mês na demanda de carga no Sistema Interligado Nacional (SIN). Segundo o levantamento, todos os subsistemas seguem com indicação de expansão no País. Para o SIN, a possível aceleração é de 11,3% (80.449 MWmed).

Ainda de acordo com o documento, o crescimento mais expressivo é o Norte, com 15,1% (7.427 MWmed), seguido pelo Nordeste, 13,3% (13.472 MWmed), Sudeste/Centro-Oeste, 12,5% (45.633 MWmed), e Sul, 4,0% (13.917 MWmed).

A análise da demanda de carga considera fatores como as temperaturas médias esperadas para os próximos dias, que tendem a subir com a chegada do Verão, dia 22. Os percentuais comparam os resultados estimados para fim de dezembro, considerando o mesmo período do ano passado.

As projeções para a Energia Armazenada (EAR) no último dia do ano apontam para dois subsistemas encerrando o mês com percentuais acima de 50%: o Sul, com 85,6%, e o Sudeste/Centro-Oeste, com 61,8%. Se confirmado, o resultado do Sudeste/Centro-Oeste, que concentra 70% dos reservatórios mais relevantes para o Sistema Interligado Nacional (SIN), será o melhor para o mês nos últimos 14 anos (72,3%). Para o Nordeste e o Norte, considerando a mesma data, o índice deve ser de 48,4% e 47,1%.

As perspectivas para a Energia Natural Afluente (ENA) seguem com o Sul registrando o percentual mais elevado: 199% da Média de Longo Termo (MLT). Na sequência estão o Sudeste/Centro-Oeste, 64% da MLT; o Norte, 40% da MLT e o Nordeste, 17% da MLT.

Já o Custo Marginal de Operação (CMO) continua em zero em todos os subsistemas, como observado ao longo deste ano.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar