Seu portal de notícias do setor energético

ONS reduz projeções na demanda de carga em todo o país

Segundo ONS, previsão de temperaturas mais amenas é um dos fatores que justifica esse comportamento (Reprodução)

O boletim do Programa Mensal de Operação (PMO), da semana operativa que vai de 20 a 26 de abril, apresenta cenários prospectivos de expansão na demanda de carga no Sistema Interligado Nacional (SIN) e em todos os subsistemas. O avanço estimado para o último dia de abril é, no entanto, menos elevado do que o divulgado nas revisões anteriores para o mês. A previsão de temperaturas mais amenas é um dos fatores que justifica esse comportamento.

O SIN deve acelerar 7,2% (79.359 MWmed) e o submercado com crescimento mais expressivo é o Nordeste, com 8,3% (13.201 MWmed). Para as demais regiões, as projeções são as seguintes: o Sudeste/Centro-Oeste, com 7,6% (45.386 MWmed), o Sul, com 6,1% (13.368 MWmed) e o Norte, com 5,1% (7.404 MWmed). Os números são comparações entre as estimativas de abril de 2024 ante o verificado no mesmo período de 2023.

As perspectivas de Energia Armazenada (EAR) estão estáveis, com três regiões devendo encerrar o mês com níveis de reservatórios acima de 70%. A exceção a esse padrão é o Sul, com 69,9%, uma condição próxima dos 70%. A previsão para o Norte é de 96,5%, seguido pelo Nordeste, com 77,2%, e pelo Sudeste/Centro-Oeste, com 74,1%.

As estimativas para os índices de afluência ao final de abril estão abaixo da média histórica para o período em três subsistemas. Os percentuais de Energia Natural Afluente (ENA) para estas regiões são de 85% da Média de Longo Termo (MLT) para o Sudeste/Centro-Oeste; 84% da MLT para o Norte; e 66% da MLT para o Nordeste. A exceção aos demais deve ser registrada no Sul, que deve atingir 143% da MLT.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar