Seu portal de notícias do setor energético

Petrobras retomará obras no Trem 2 de Abreu e Lima

Previsão é de que retomada dos trabalhos em Pernambuco ocorra em 2024 (Reprodução/Petrobras)

A Petrobras iniciou a contratação para retomada do Trem 2 da Nova Refinaria Abreu e Lima (RNEST), cujas obras foram interrompidas em 2015. Segundo a companhia, o retorno ocorre conforme decisão do Conselho de Administração divulgada ao mercado em 29 de junho passado, e em alinhamento com o Plano Estratégico 2023-2027. O edital foi publicado no portal Petronect nesta sexta-feira (4).

A Refinaria está localizada no município de Ipojuca, Pernambuco, no Complexo Industrial Portuário de Suape, distante 45 km de Recife. O Trem 1 está em operação desde dezembro de 2014.

A Petrobras informa que, para chegar à decisão de aprovação pela retomada, o projeto passou por rigoroso processo de avaliação técnica e de viabilidade econômica. Foram levados em conta padrões de governança de projetos, associados às melhores práticas internacionais.

Para o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, o anúncio é de grande importância. Segundo ele, entre os fatores que garantem a relevância do projeto está o aumento de até 40% na produção de diesel.

“Quando concluída a obra da RNEST, o Brasil terá um incremento na produção de diesel de baixo teor de enxofre (diesel S10) em mais de 100 mil barris por dia (cerca de 16 milhões de litros por dia), reduzindo a demanda por importação. Além disso, se consideramos todos os projetos previstos de adequação e o aprimoramento do parque industrial e da cadeia de abastecimento e logística nos próximos anos, estimamos um aumento de produção de diesel da ordem de 40%”, destaca.

O início das operações do Trem 2 da RNEST é previsto para 2027 e com a implantação, a Petrobras afirma que contribuirá para expandir a capacidade de refino nacional, viabilizando o aumento da produção de derivados: gasolina, GLP, nafta, mas principalmente diesel de baixo teor de enxofre (diesel S10), em atendimento às demandas do mercado, reduzindo a demanda por importação.

O Trem 2 da RNEST adicionará cerca de 13 milhões de litros de diesel S10 por dia à capacidade de produção nacional e, quando concluída, a refinaria terá capacidade para processar 260 mil barris de petróleo por dia. Além da contribuição para a produção nacional, é estimada a geração de cerca de 30 mil empregos diretos e indiretos para fazer frente a estas obras.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar