Seu portal de notícias do setor energético

Porto-Indústria: RN busca parceria com gigante mundial

Governadora do RN, Fátima Bezerra apresentou projeto do porto à gigante chinesa CCCC durante agenda em Pequim, na China (Foto: Daniel Cabral)

Considerado pelo governo do Rio Grande do Norte como “principal prioridade” para o estado, o projeto do Porto-Indústria Verde foi apresentado à maior construtora de portos e aeroportos no mundo – a chinesa China Communications Construction (CCCC). A agenda, em Pequim, com foco em parceria para construção do porto, ocorreu nesta segunda-feira (17).

Na apresentação, a governadora Fátima Bezerra (PT) destacou a importância do novo porto para o setor de energias renováveis eólica e solar (onshore e offshore), assim como para a produção de hidrogênio e amônia verdes. Ao defender o projeto, a gestora afirmou que o Porto-Indústria Verde “é a principal prioridade para o povo do RN, dada a importância de um projeto de desenvolvimento sustentável que vai garantir o crescimento da nossa economia e do nosso estado”.

A CCCC tem atuação em 159 países e construiu sete dos dez maiores portos do mundo. Ao final da reunião, o presidente da CCCC, Yun Liang, afirmou que, após análise aprofundada do projeto, acredita ter “resultados concretos”.

“Agora que temos conhecimento básico sobre o projeto vamos analisar com mais profundidade. Nós temos uma equipe que vai analisar os dados técnicos e a viabilidade econômica. Estou ciente que o projeto é de grande importância para o RN e para o país. Somos engenheiros e como engenheiros ficamos muito felizes quando vemos bons projetos como esse. Esperamos em breve termos resultados concretos”, disse.

Além da governadora Fátima Bezerra, participaram do encontro os secretários de Estado do Desenvolvimento Econômico Jaime Calado, do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Alexandre Lima e de Comunicação Social, Daniel Cabral e o coordenador de Desenvolvimento Energético, Hugo Fonseca.

O governo obteve ainda apoio da embaixada brasileira na China. “A embaixada servirá de ponte para que a CCCC possa receber o máximo de informações possíveis para analisar o projeto que é tão importante para o Brasil e para o RN”, declarou Marcos Brandão, Embaixador do Brasil na China.

 

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar