Seu portal de notícias do setor energético

Potigás e Petrobras assinam contratos de R$ 536 milhões

Contratos têm validade até o final de 2034, em um volume de 100 mil metros cúbicos a partir do próximo ano (Divulgação/Potigás)

A Companhia Potiguar de Gás (Potigás) assinou, nesta terça-feira (31), novos contratos de aquisição de gás natural com a Petrobras. Os contratos, de cerca de R$ 536 milhões, têm validade até o final de 2034, em um volume de 100 mil metros cúbicos a partir do próximo ano e mais 20 mil a partir de 2026.

De cordo com a Potigás, os contratos são para atendimento do mercado cativo da distribuidora e reforça a parceria comercial entre as empresas. Segundo a diretora-presidente da companhia, Marina Melo, a parceria assegura estabilidade nos preços do produto.

“A Potigás tem trabalhado com um portifólio de supridores, o que nos possibilita ter competitividade no preço de aquisição da molécula. Ter um contrato com a Petrobras, sobretudo um contrato de longo prazo como o que assinamos, é ter segurança para o nosso portifólio e estabilidade dos nossos preços”, explica.

Para a presidente, a atenção que a Petrobras tem dado ao mercado de suprimento de gás natural do Brasil é muito importante, participando das chamadas públicas dentro de uma proporcionalidade de volume.

“Esse movimento da Petrobras dá segurança para as distribuidoras e, ao mesmo tempo, possibilita que elas diversifiquem seu portifólio com outros supridores, isso é fundamental para o mercado”, completa.

Mais competitividade

Para o diretor de Transição Energética e Sustentabilidade da Petrobras, Maurício Tolmasquim, os contratos da estatal no Nordeste brasileiro contribuem diretamente para a garantia de mais competitividade do gás natural. Ele informou, ainda, que a companhia fará investimento na área superior a R$ 25 milhões.

“As novas contratações na região Nordeste, bem como em todo país, mostram que a Petrobras está cumprindo com êxito o objetivo de garantir a competitividade do gás natural na matriz energética, além de oferecer produtos mais flexíveis, com diferentes modalidades de prazo e indexadores, o que possibilita uma melhor otimização do portfólio de cada companhia distribuidora. Nossa previsão de investimentos próprios nesta área supera R$ 25 bilhões nos próximos anos, garantindo que o gás natural siga como o combustível competitivo e pilar da transição energética”, destaca.

Atualmente, a Potigás mantém contratos com a Potiguar E&P, Petrobras e Galp, em um volume diário de 277 mil metros cúbicos por dia. A contratação é independente da chamada pública para aquisição de gás natural que está em andamento.

3R

Nesta terça-feira, 31, o Conselho de Administração da Potigás aprovou a assinatura de contrato da concessionária com a empresa 3R Petroleum para aquisição de gás natural de um volume de 40 mil metros cúbicos/dia a partir de 2024 até 2027.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar