Seu portal de notícias do setor energético

RN é o maior gerador de energia do Brasil em junho

O percentual é referente aos 8 GW produzidos pelo estado, marca alcançada neste mês de agosto( Foto: Sandra Monteiro)

Por Sandra Monteiro

Canal da Energia

 

O Rio Grande do Norte apresentou a maior expansão energética no mês de junho no Brasil. Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), divulgados hoje (5), o estado responde pelo aumento de 239,4 MW dos 538,1 MW acrescidos à matriz energética brasileira no período.  Isto é, somente o RN adicionou 44,4% ao acréscimo na matriz nacional em junho.

O estado também é destaque na somatória de todo o primeiro semestre de 2023. Ocupa a terceira posição entre as 18 unidades da federação que ganharam novas usinas, com 978,4 MW instalados. Fica atrás apenas da Bahia (1.589,5 MW) e Minas Gerais (1.276,2 MW).

Segundo a Aneel, o desempenho expressivo potiguar decorre da instalação de nove unidades geradoras de energia eólica, fonte na qual o estado ocupa a primeira posição no ranking nacional de geração. No Brasil, das 160 usinas que entraram em operação comercial de janeiro a junho, 67 são eólicas.

A fonte energética gerada pela força dos ventos é, atualmente, a mais representativa dentro da matriz energética brasileira. Representa 44,53% do total de 5,1 GW instados em todo o país no primeiro semestre deste ano, com 2,3 GW.

As demais usinas instaladas são: 59 solares fotovoltaicas, com 2,2 GW (42,76%); 23 termelétricas, com 521,4 MW (10,13%); oito pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), com 121,5 MW (2,36%); e três centrais geradoras hidrelétricas, com 11,4 MW (0,22%).

Capacidade instalada

De acordo com dados do Sistema de Informações de Geração da Aneel (Siga), as fontes renováveis respondem por 83,64% dos 193,9 GW em operação no país. Desse total em operação, ainda conforme o Siga, 83,55% da matriz elétrica do país é considerada renovável.

Câmara

compartilhe

A publicidade é a vida do negócio
Aumente suas possibilidades
Se eu tivesse um único dólar